Autoestima e saúde capilar andam juntas

Se você acha que cabelo não interfere na autoestima nunca passou por esses períodos! Durante os séculos as mulheres foram incentivadas a ver nos fios sua força vital, e é por isso que gostamos de cuidar tão bem deles.

Quando acordamos com o fio áspero, sem brilho e maleabilidade, a vontade é de nem sair da cama. E quem nunca disse aquela expressão bad hair day? De fato é que o cabelo molda o nosso rosto e faz parte da nossa identidade, além de ser símbolo de empoderamento. Quantas vezes as mulheres não mudaram as suas atitudes começando pelos cabelos?

Cabelo não é só estética: ele transmite autoconfiança, personalidade, motivação e está muito ligado à saúde. O estresse e a ansiedade, por exemplo, podem causar caspa, queda e afinamento dos fios.

A saúde capilar é um fator que interfere na autoestima da mulher, já que é uma das primeiras coisas que enxergamos quando olhamos no espelho, moldando nosso rosto e nossa identidade. Quanto menos cuidado ele estiver, mais a pessoa pode se sentir abalada.

É até normal que o cabelo dê uma caída vez ou outra, mas, se o problema persistir, é provável que esteja relacionado a dois fatores principais: mau funcionamento do organismo, talvez ligado ao desequilíbrio nutricional, ou você anda usando uns produtinhos errados… (use Kesla!)

Em relação ao primeiro aspecto, é interessante procurar um nutricionista para a avaliação clínica e laboratorial e até mesmo o médico dermatologista; afinal, várias são as possíveis causas da disfunção capilar. A boa alimentação é fundamental para uma cabeleira lindona. Quanto mais saudável estiver seu prato, mais os cabelos vão ficar fortes e bonitos.

Nem tudo o que afeta a nossa autoestima está ligada aos cabelos, mas por que não resolver esse item de uma vez por todas? O bad hair day vai existir às vezes, mas você não precisa se desesperar por isso. Com a Kesla Cosméticos, tem jeito pra tudo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *